Guerra dos talk shows

Comportado, Rafinha Bastos dá mais audiência do que Danilo Gentili

Divulgação/Band
Rafinha Bastos e Luan Santana posam para foto de divulgação do Agora É Tarde, da Band
Por DANIEL CASTRO, em 06/03/2014 · Atualizado às 12h10

[Texto originalmente publicado às 7h19 de 6/3/2014]

Com a presença do ídolo sertanejo Luan Santana, Rafinha Bastos teve uma boa estreia à frente do talk show Agora É Tarde. Exibida no início da madrugada desta quinta-feira (6), logo após um jogo do Corinthians, a atração cravou 4,0 pontos na Grande SP, com pico de 5,3 e a sintonia de 11,2% dos televisores ligados no horário. Os dados são consolidados.

Com o resultado, o programa empatou com a Record na Grande São Paulo, mas ficou atrás do SBT, emissora com a qual a Band irá disputar a partir de segunda-feira (10) uma "guerra dos talk shows", com a estreia do The Noite com Danilo Gentili. No confronto, a Record marcou 4,1 pontos e o SBT, 4,7. A Globo liderou com 9,4 pontos.

A audiência do Agora É Tarde foi superior ao que vinha marcando Danilo Gentili em seus últimos dias no programa, em dezembro passado (entre dois e três pontos).

Rafinha Bastos mostrou na estreia que seu Agora É Tarde será leve e divertido, o que se espera de um talk show, mas a duração foi muito curta, cerca de 40 minutos, quando a ideia é ficar uma hora no ar. Ele poderia ter explorado mais Luan Santana.

Agora em versão "judeu comportado", o neosoft Bastos evitou polêmicas e assuntos que poderiam incomodar o entrevistado. Antes de acertar com a Band a apresentação do programa, ele teve de se comprometer a se "comportar", para não afugentar anunciantes.

LEIA TAMBÉM:

Por Sabrina Sato, Record adia estreia de programa de Geraldo Luís

Globo vacila e perde brasileira de Homeland para série americana

Globo transforma dois capítulos de Em Família em cinco e estica JN

Record acerta ao esconder Cristo, mas exagera nas barbas e cabelos

Reprise de Carnaval do Rio dá mais audiência do que Vídeo Show

Carnaval carioca dá quase o dobro de audiência no Rio do que em SP

Lobão diz a Rafinha Bastos que só pulava Carnaval com cocaína

Venda de flautas aumenta até 17 vezes com músico de Em Família

Crítica: Para Fátima, Carnaval é 'muito legal', 'lindo' e burocrático

Violência obriga jornalista a ficar no 'armário' do futebol, diz Avallone

Novo repórter do CQC é demitido por recusar trabalho no Carnaval

Carnaval: Tiago Leifert se distrai e leva pito de Luís Roberto


► Curta o Notícias da TV no Facebook e fique por dentro de tudo na televisão

Compartilhe:

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links.

Em Brasília

A Record, após perder a vice-liderança em São Paulo e no Rio de Janeiro, também ficou em terceiro lugar no Distrito Federal com o pior desempenho dos últimos dois anos: 3,7 pontos em junho, queda de 35% em relação ao mesmo mês em 2012. O SBT caiu menos, de 5,7 para 5,1. A Globo oscilou de 14,3 para 13,6, um terço da queda da Record, segundo o Ibope.